Energia solar

Você pode gerar sua própria energia elétrica para sua residência, comércio, consultório ou indústria e diminuir assim drásticamente sua conta de luz.

 

As condições de insolação no Brasil são dentro das melhores do mundo e o Governo ainda ajuda pois obriga, pela resolução normativa 687 da ANEEL, as concessionários a compensar créditos para a energia que você gerou em exceso. Os créditos que você obtem pela geração em excesso são compensados automaticamente pela concessionária, descontando-os da sua conta de luz e, se houver mais crédito de excesso, você poderá usa-los por 36 meses ou mesmo para descontar de uma conta de luz de outro imóvel (desde que a conta esteja em no mesmo CPF ou CNPJ  (clique aqui para obter a resolução diretamente do site da ANEEL).

Soluções de energia solar para sua residência, comércio, consultório ou indústria...

Você produz sua própria energia elétrica e ainda reverte o excesso em créditos compensados pela sua concessionária...

Um sistema de energia fotovoltaico bem projetado pode lhe providenciar até 98% de economia na sua conta de luz!

 

Passo a passo do funcionamento...

 1 O Painel Solar gera a energia fotovoltaica reagindo com a luz (não o calor) do sol e produz energia elétrica (energia fotovoltaica). Os painéis solares, instalados sobre o seu telhado, são conectados uns aos outros e então conectados no seu Inversor Solar;

 2 O Inversor Solar converte a energia solar para a sua casa ou empresa. Um inversor solar converte a energia solar dos seus painéis fotovoltaicos (Corrente Continua - CC) em energia elétrica (Corrente Alternada - AC) que pode ser usada em sua Casa ou Empresa para a TV, Computador, Máquinas, Equipamentos, e qualquer equipamento elétrico que você precisa usar;

  3 A Energia Solar é distribuída automaticamente (não precisa chavear nada) para sua casa ou empresa: a energia que sai do inversor solar vai para o seu "quadro de luz" e é distribuída para sua casa ou empresa, e assim reduz a quantidade de energia que você compra da distribuidora(1). A Energia Solar é usada por utensílios e equipamentos elétricos: TVs, Aparelhos de Som, Computadores, Lâmpadas, Motores Elétricos, ou seja, tudo aquilo que usa energia elétrica e estiver conectado na tomada.

1

2

3

3

4

4

5

   4 O excesso de energia vai para a rede da distribuidora gerando créditos! O excesso de eletricidade volta para a rede elétrica através do relógio de luz(2). Esse relógio de luz mede a energia da rua que é consumida quando não tem sol e, a energia solar gerada em excesso quando tem muito sol e é injetada na rede da distribuidora. A energia solar que vai para a rede vira "créditos de energia"(3)(4) para serem utilizado de noite ou nos próximos meses. Em outras palavras: você produz energia limpa com a luz do sol e reduz a sua conta de luz!! 

   4 O excesso de energia vai para a rede da distribuidora gerando créditos! O excesso de eletricidade volta para a rede elétrica através do relógio de luz(2). Esse relógio de luz mede a energia da rua que é consumida quando não tem sol e, a energia solar gerada em excesso quando tem muito sol e é injetada na rede da distribuidora. A energia solar que vai para a rede vira "créditos de energia"(3)(4) para serem utilizado de noite ou nos próximos meses. Em outras palavras: você produz energia limpa com a luz do sol e reduz a sua conta de luz!! 

   5 No futuro (não tão distante), poderá recarregar se veículo elétrico diretamente da sua instalação e eventualmente reverter parte da energia em créditos....

          (1) - Cada distribuidora de energia tem as suas regras e as exigências para conectar o seu sistema de energia solar fotovoltaica na rede elétrica e, variam bastante. Isso torna ainda mais importante a experiência dos parceiros técnicos da SolAraras.

 

          (2) - O seu relógio de luz antigo deverá ser substituído por um relógio de luz novo que é "bidirecional" (mede a entrada e a saída de energia). Desta forma ele será capaz de medir a energia que você consome da rede elétrica e medir também a energia gerada em excesso pelo seu sistema fotovoltaico que é injetada na rede assim gerando "créditos de energia". Essa substituição será cobrada pela sua concessionária.

 

          (3) - Os "Créditos de Energia" são medidos em kWh. Para cada kWh gerado em excesso pelo seu sistema solar fotovoltaico você recebe 1 crédito de kWh para ser consumido de noite ou nos próximos 36 meses. Esse crédito é contabilizado pelo seu novo relógio de luz bidirecional e é medido pela sua distribuidora de energia. Desta forma, no final do mês quando você recebe a sua conta de luz, você vai ver quanto de energia você consumiu da rede e quanta energia você injetou na rede. Se você injetar mais na rede do que consumiu você terá créditos de energia para serem usados nos 36 próximos meses.

 

          (4) - Os créditos de energia são regulamentados pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) possuindo regras específicas que variam de acordo com a sua localização e sua classe de consumo (residência, comercial ou industrial). A SolAraras saberá determinar a sua classe de consumo e montará o projeto em conformidade com as exigências da sua concessionária – é importantíssimo que essas exigências sejam respondidas rigorosamente para agilizar o processo com a sua concessionária.

Passo a passo para reduzir sua conta de luz para quase* ZERO:

 

1

Na primeira visita comercial explicaremos o sistema e cada um dos seus componentes, os procedimentos a seguir e solicitaremos uma cópia da sua conta de luz que servirá à primeira análise de proposta (Se preferir pular esta etapa, pode nos encaminhar a cópia da sua conta de luz, clicando aqui)

2

Apresentamos a primeira proposta com todos os detalhes de investimento, os itens inclusos e os adicionais, economia esperada, retorno financeiro e ambiental. Se você for determinado a fazer o investimento, marcaremos a pré-visita técnica, feita por um engenheiro especializado em racionalização do uso de energia elétrica

3

Na ocasião da pré-visita afinaremos a proposta e negociaremos com você eventuais itens que não foram previstos na primeira proposta – em seguida enviamos a proposta final

4

Após aceite da proposta final, preparamos o projeto elétrico obrigatório no processo referente a instalações elétricas de micro geração distribuída e o apresentaremos à sua concessionária para homologação (seguindo rigorosamente o processo conforme resolução 687 da Aneel e normas técnicas próprias a cada concessionária)

PRONTO: agora é só deixar o sol produzir a energia elétrica que tanto precisa. Só que agora, você vai deixar de pagar por isso – pelo menos em grande parte!!

 

Durante todo o processo, a equipe da SolAraras estará presente ao seu lado e tomará frente de qualquer diligência administrativa e/ou eventual complicação técnica para que este seja concluído de maneira mais rápida e eficiente possível e, principalmente, sem preocupação para você!

 

Além de querermos ver você economizar, queremos você também 100% satisfeito...

*A conta mensal não pode ser zerada totalmente, pois as concessionárias podem cobrar uma taxa mínima chamada "taxa de disponibilização" que cobra os custos de manutenção da rede pública - essa taxa varia em função do tipo de instalação: monofásica, bifásica ou trifásica. A chamada taxa de bandeira (cobrada em função do baixo rendimento das hidroelétricas por causa da estiagem), também é irredutível. Mesmo assim, reduções de 85 a 99% da conta de luz são possíveis em função do seu consumo médio mensal. Saiba mais...

 

Componentes do sistema de geração fotovoltaico:

O painel solar fotovoltaico...

Geralmente instalados no telhado, os painéis solares captam a luz do sol (e não o calor) e transformam esta luz em energia elétrica.

 

SolAraras usa painéis de primeira linha que têm 12 anos de garantia contra defeitos de fabricação e 25 anos de garantia de 80% eficiência.

 

Hoje, os painéis são importados. Existe um projeto de fabricação nacional, mas ainda não foi viabilizado economicamente...

Logo - Q Cells.png
Logo - BYD.jpeg

O inversor fotovoltaico...

Os painéis fotovoltaicos fornecem a energia elétrica em forma de corrente contínua, nem esta forma nem a voltagem providenciada são compatível com o uso doméstico - por isso precisa-se de um inversor.

 

O inversor converte a corrente contínua em corrente alternada na voltagem adequada à sua instalação elétrica. Também faz o balanceamento para poder ser interligado à rede da sua concessionária.

 

Assim, o excesso de energia produzida por sua instalação fotovoltaico é injetada na rede pública - desta maneira, você começa a acumular seus créditos!

Além de dimensionar o inversor para o projeto, SolAraras seleciona a marca mais adequada para cada situação de potência e tensão entre uma seleção das mais reconhecidas marcas do mercado.

Logo - SMA Sunny Boy.png
Logo - Refusol.jpeg

O rack de fixação...

O rack de fixação é uma estrutura metálica que serve para fixar os painéis fotovoltaicos entre eles e no telhado do imóvel. Cada tipo de telhado tem um sistema próprio de fixação.

Existe uma inclinação e orientação ideal do telhado para otimizar a captação de luz solar e, consequentemente, a energia produzida.

O rack permite corrigir a posição dos painéis caso o telhado do imóvel não apresentar queda e/ou orientação ideal.

Os racks podem também ser montados num suporte em áreas outras que o telhado.

O material elétrico...

O demais componentes são materiais de instalação de rede elétrico convencional e específico para sistemas de geração de energia fotovoltaica. Incluem: disjuntores para os circuitos de correntes contínua e de corrente alternada, protetor de surto, conectores especiais, cabo baixa tensão, fio elétrico, caixa de conexão, etc 

O relógio - medidor de consumo...

Na maioria dos casos, o relógio do imóvel deverá ser trocado por um modelo com medição bidirecional. Deste maneira, a concessionária poderá medir a energia injetada na rede pela sua instalação fotovoltaica e pode calcular seus créditos.

 

SolAraras tem a experiência necessária para seguir rigorosamente essas normas de maneira a que você não perca tempo nem tenha de se desgastar com o processo de aceitação.
A resolução da Aneel obriga as concessionários a trocar este relógio, porém a condição que o projeto de micro geração seja aprovada pela sua concessionária. Por isso é muito importante que o projeto seja feito dentro das instruções normativas de cada concessionária.

As imagens dos componentes deste site são meramente ilustrativas. As marcas e os modelos os mais adequados à instalação serão considerados na proposta.