Trate-se de um aquecedor d'água?

Não. Os painéis fotovoltaicos fornecem energia elétrica. Essa energia é usada em sua casa e o excesso é injetada na rede pública e gera crédito para você. Assim você consegue reduzir sua conta de luz a quase zero.

Ficarei desligado da rede pública?

Não. O sistema que propomos aqui é do tipo "grid-tie", você continua conectado à rede pública para garantir a continuidade de fornecimento. Existem também sistemas "off-grid" para clientes que não tem conexão à rede pública - essas instalações necessitam de baterias - o que não o caso do sistema apresentado aqui.

A geração de energia depende da temperatura externa?

Não. A energia elétrica é gerada em função da luz do sol (insolação). A temperatura não influi em nada na geração de energia.

O sistema funciona em dias nublados?

Sim. Os painéis solares captam a energia da luz do sol por menor que ela esteja. Em dias nublados a produção de energia elétrica não será ótima, mas, mesmo assim, haverá geração de energia. Caso não haja produção suficiente, será compensado pelos créditos gerados em "dias melhores". Por isso, os créditos têm validade de 50 meses!

E a noite?

Durante a noite, não há geração de energia. Por isso, o projeto será dimensionado para gerar excesso de energia durante o dia. Esse excesso será injetado na rede pública, o que gerará créditos. Esses créditos serão usados para ser abatidos do seu consumo noturno e também para dias nublados.

Conseguirei zerar minha conta mensal de luz?

Zerar, não, mas reduzir em mais de 80% (até 99% dependendo do seu consumo atual), sim, pois as concessionários cobram uma taxa mínima chamada de "taxa de disponibilização". Essa taxa serve para pagar a manutenção da rede pública. As taxas são as seguintes: instalação monofásicas - 25 kWh por mês, bifásicas - 50 kWh por mês e trifásicas - 100 kWh por mês. Geralmente, em residências, a instalação é bifásica. A chamada taxa de bandeira, cobrada em função da eficiência das hidroelétricas também é irredutível.

Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia - a tarifa não sofre nenhum acréscimo

Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis - a tarifa sofre acréscimo de R$ 2* para cada 100 kWh consumidos;

Bandeira vermelha: condições mais custosas de geração - a tarifa sobre acréscimo de R$ 3* até R$ 3,5* para cada 100 kWh consumidos.

* tarifas válidas a partir do 1/1/2017.

 

Minha concessionária de energia elétrica pode negar a conexão?

Sim e não!!

Não, porque, pela resolução 687 da Aneel, as concessionárias têm obrigação de aceitar a conexão de micro geração de energia (neste caso a instalação do sistema fotovoltaico).

Sim, porque as concessionárias podem rejeitar projetos que não sejam feitos rigorosamente dentro das instruções normativas, obrigando a refazer o projeto elétrico. SolAraras trabalha com engenheiros treinados e experimentados em projeção de sistemas fotovoltaicos e dará tudo amparo no processo de homologação de maneira que você fique totalmente despreocupado com ele. 

Onde acho mais informações sobre a resolução da Aneel?

Para consultar a resolução no site da Aneel, clique aqui, para ver as perguntas e respostas do site, clique aqui...

Caso opte para instalar um sistema fotovoltaico, deverei me preocupar com o processo admistrativo?

Outras perguntas? Entre em contato conosco...

Não!! Durante todo o processo, a equipe da SolAraras estará presente ao seu lado e tomará frente de qualquer diligência administrativa e/ou eventual complicação técnica para que este seja concluído de maneira mais rápida e eficiente possível e, principalmente, sem preocupação para você!

 

Além de querermos ver você economizar, queremos você também 100% satisfeito...